Caminho de Cora Coralina GO – Como fazer, Atrativos e Dicas Úteis!

Fonte: Canva
24/11/2023

Imagine juntar em um só lugar história, poesia, trilha, ecoturismo, natureza e cultura? Parece impossível, não é mesmo? Mas, podemos afirmar que esse lugar existe e é o Caminho de Cora Coralina. Uma trilha de 300km, que pode ser feita de bike ou caminhando e passa por 16 cidades e povoados, unidades de conservação e pontos de apoio para os visitantes.

Pelo caminho, você não vai parar de se surpreender, com cada história, trechos de poesias e cenários incríveis para apreciar. Essa trilha foi inspirada no Caminho de Santiago, que fica na Espanha, mas, recebeu o nome da poetisa Cora Colina, que nasceu na região. Vem conferir tudo o que separamos para sua próxima aventura!

O que é o Caminho de Cora Coralina

O Caminho de Cora Coralina é uma trilha bem longa, de 300km, que passar pelas cidades históricas de Corumbá de Goiás, Cocalzinho de Goiás, Pirenópolis, São Francisco de Goiás, Jaraguá, Itaguari, Itaberaí e Goiás. Além de passar por outros povoados também e mais de 40 pontos de apoio para quem estiver percorrendo o caminho.

Geralmente, a trilha é feita pelos visitantes de bike ou caminhando mesmo, e cada cidade é bem estruturada para receber os turistas, com diversas opções de hospedagem.

Como chegar

Cachoeira em Corumbá do Goiás, belezas naturais pelo caminho de Cora Coralina

Fonte: Wikipedia

Para acessar a primeira cidade do Caminho, o ideal é fazer de Brasília ou Goiás sua base, até porque são essas cidades com melhor estrutura de aeroporto e rodoviária, caso você venha a partir de algum desses meios de transporte. Inclusive, a melhor opção seria Goiás, já que essa é a última cidade da rota.

Mas, para acessar qualquer uma das duas cidades, você pode pegar um ônibus ou avião saindo de algumas capitais, como, Rio de Janeiro e São Paulo. Depois, é só pegar estrada até Corumbá de Goiás.

Época ideal para fazer o Caminho de Cora Coralina

Mapa do Caminho de Cora Coralina

Fonte: Site Oficial Caminho de Cora Coralina

É muito importante levar em consideração o melhor período para fazer a trilha, para evitar épocas com muito sol e calor ou chuva intensa. Apesar de não ser possível controlar a temperatura no período do seu passeio, entre maio e junho e setembro e outubro, são os melhores meses para fazer o caminho.

Assim, você garante que terá menos chuva e uma temperatura mais tranquila para tantos dias de trilha. Durante o verão, as temperaturas estão bem mais altas e chove bastante, então, é melhor evitar.

Quanto custa fazer o passeio?

Caminho de Cora Coralina sendo feito de bike

Fonte: Portal 6

Determinar o valor exato para explorar o Caminho de Cora Coralina não é possível, pois o valor é variável e depende de diversos fatores. Se você optar por seguir a trilha por conta própria, sem um guia, os custos podem ser menores. No entanto, se escolher contar com um guia com informações históricas e culturais, isso pode aumentar os custos.

Outro ponto a considerar são as atrações ao longo do caminho. Algumas podem ter ingressos ou taxas de visitação. Então, o ideal é entrar em contato com as atrações extras desejadas para obter as informações necessárias.

Quantos dias para fazer o Caminho de Cora Coralina são necessários?

Isso vai depender de alguns fatores, como o tempo que você tem disponível para essa viagem, sua disposição e se será feito caminhando ou pedalando, pois são muitos km de trilha.

No geral, entre 13 e 15 dias é possível fazer o caminho todo andando por volta de 20km por dia. Mas, ele pode ser feito por mais ou menos tempo também. Agora, pedalando, você vai precisar tirar entre 4 e 8 dias para fazer o caminho.

Atrativos que você irá ver durante o caminho

Além de todo o Caminho de Cora Coralina, cheio de poesias, vistas incríveis e natureza em volta, você vai encontrar outras atrações pelo caminho. As cidades históricas, cachoeiras, parques e povoados, fazem parte dessa experiência única.

Cidades Históricas

Igreja em Goiás

Fonte: Canva

As cidades históricas de Corumbá de Goiás, Pirenópolis e Goiás guardam muita história, onde cada ruazinha e cada construção antiga contam algo do passado. Esses destinos são repletos de cultura.

Em Corumbá de Goiás, o centro da cidade é tombado pelo IPHAN e a Igreja Nossa Senhora da Penha de França é uma das atrações mais visitas.

Agora, em Pirenópolis, as construções antigas são muito bem preservadas. Já em Goiás, você encontra o Museu Cora Coralina, prédios antigos e muito mais.

Cachoeira do Salto do Corumbá

Cachoeira do Salto do Corumbá

Fonte: Canva

Essa cachoeira com uma queda d’água de 50 metros é perfeita para dar um mergulho e se refrescar. Antes de chegar no local, você vai fazer uma trilha de menos de 20 minutos e bem tranquila.

Por lá, tem restaurante e até hospedagem pertinho, a estrutura é ótima.

Parque Estadual da Serra dos Pireneus

Parque Estadual da Serra dos Pireneus

Fonte: Wikipedia

O Parque Estadual da Serra dos Pireneus é cercado por muita natureza, típica do Cerrado, ficando próximo das cidades de Corumbá de Goiás e Pirenópolis. Dentro do parque você encontra cachoeiras, formações rochosas e muito mais.

Um dos pontos altos é a vista que o local proporciona, após fazer uma trilha curta até o topo do parque. É espetacular e vale muito a pena apreciar.

Povoados

Pessoas diferentes trocando ideias

Fonte: Canva

Ao percorrer o Caminho de Cora Coralina, você tem a oportunidade de passar por 8 povoados. Certamente, eles vão enriquecer a jornada. Pois cada povoado ao longo do caminho, oferece uma experiência diferente e uma vivência especial do local.

Qual o preparo físico ideal para fazer o caminho?

Vale reforçar que o caminho realmente exige um certo preparo, já que são 300km de trilha. Mas pessoas de todas as idades podem realizá-lo, se já estiverem acostumadas a fazer trilhas longas e caminhadas com frequência.

Caso a pessoa seja totalmente sedentária e não pratique atividades físicas, o ideal é se preparar por alguns meses antes de encarar o caminho. Mas, também não precisa ser atleta e corredor de maratona para isso.

É preciso guia para fazer o passeio?

Não é obrigatório ter um guia, afinal, todo o percurso é muito bem sinalizado, pensado para receber os viajantes que estarão sozinhos também. Então, se aventurar sozinho é totalmente possível. No entanto, a presença de um guia pode transformar a experiência. Eles não apenas orientam sobre o caminho, mas também contam muitas histórias e curiosidades locais.

Uma opção interessante é contar com o Pés no Cerrado, que, além de fornecer uma orientação no caminho, compartilha detalhes que só quem conhece a região pode oferecer.

 Checklist do que levar para o Caminho de Cora Coralina!

Pessoas caminhando

Fonte: Canva

Antes de embarcar nessa jornada do Caminho de Cora Coralina, é essencial garantir que você tenha tudo o que precisa. Preparamos um checklist prático com os itens indispensáveis:

  1. Mochila Resistente: Escolha uma resistente, com espaço suficiente para seus itens.
  2. Calçado Confortável: Caminhar por longas distâncias exige um calçado confortável e adequado para trilhas.
  3. Roupas Leves e boné: Opte por roupas leves e adequadas para caminhadas, não esqueça de verificar a previsão do tempo antes. O boné é ótimo para evitar tanta exposição solar.
  4. Itens de Higiene: Leve itens básicos de higiene pessoal, como escova de dentes, pasta, papel higiênico e desodorante.
  5. Protetor Solar e Repelente: Em áreas ao ar livre e de muita natureza, proteção contra o sol e insetos é extremamente importante.
  6. Documentos e Dinheiro: Mantenha seus documentos pessoais, como RG e CPF, em um local seguro e leve um dinheirinho em espécie para emergências também.
  7. Garrafa de Água: Para se manter bem hidratado durante o caminho, é essencial uma garrafinha de água.
  8. Lanterna: Para situações de pouca luz, uma lanterna é indispensável.
  9. Lanches: Tenha alguns lanchinhos em mãos, como barras de cereal e frutas, para recarregar as energias durante a trilha.

 

E agora, já está preparado para a aventura? Então, compartilhe essa matéria com seus companheiros de trilha que vão adorar fazer o Caminho de Cora Coralina!